sábado, 7 de novembro de 2009

Progresso a favor da cultura

Ouvi dizer que a internet iria acabar com os livros, ninguém mais iria querer ler, mas ultimamente tenho reparado que na verdade, o que a internet fez foi dar outras alternativas aos leitores.
Sites de livrarias e lojas em geral ganharam mais um bom canal de vendas, escritores liberam suas obras ou parte delas em sites para que os leitores possam ter uma prévia e é claro, sites e mais sites pirateiam os livros com downloads não autorizados.
É crime, mas convenhamos que muitas pessoas deixariam de ler se não fossem esses downloads. De um modo errado, mas de qualquer forma um modo, as pessoas estão lendo e tudo graças a internet.
Só que ainda sim, não é igual a sensação de ir a uma livraria e passear pelos corredores procurando um bom livro e achar um e sentir seu cheiro de livro novo. Eu adoro isso.
Eu fico frustrada quando tento fazer alguém gostar de ler e não consigo. Como alguém pode não gostar de ler? Há algumas semanas eu tentava explicar ao meu namorado o que eu sinto lendo um livro, é difícil pôr em palavras porque são tantas coisas ao mesmo tempo.
Em resumo, eu não leio a história, eu vivo a história. Depois de ler, viram parte de minhas lembranças como se fossem minhas histórias e é fácil confundir o que é meu e o que veio de algum livro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale o que achou