domingo, 28 de março de 2010

Tattoo

No Sábado passado (20), fiz duas tatuagens. Abaixo compartilho com vocês a felicidade de homenagear minha banda preferida no mundo todo e meu querido blog, fonte de inspiração.



Não posso deixar de mencionar também meu querido amigo Gustavo Gomes, que fez o layout do blog, é autor do desenho e pela primeira vez, eu tenho certeza, teve um desenho seu transformado em tatuagem.
Meu gatinho, nas costas.



Foo Fighters, na nuca.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Remember Me

Fã confessa da Saga Crepúsculo, fui ver Lembranças no sábado porque apesar de tudo, nunca achei Robert Pattinson um bom ator. Se eu mudei de idéia depois de assistir o filme? Nem tanto. Mas [vergonha], me apaixonei por ele.
Eu sei, podem rir. O negócio é o seguinte, como Edward ele não convence, como Tyler podia até ser. Mas reparei que ele não atua, ele é ele mesmo lendo as falas. Todos os trejeitos, a maneira de falar, estava tudo lá como se Edward estivesse na tela, então cheguei a conclusão de que Rob Pattinson deve ser assim mesmo. E se ele for assim na real life, então está explicado porque tantas garotas desmaiam quando ele passa na rua, aparece na TV ou dá aquele sorriso lindo. Deixando claro que não acho ele tããão bonito, às vezes acho até que ele é feio.
Porém posso garantir que desde sábado ele garantiu que eu vá a cada filme seu lançado no cinema.
Quanto ao filme, assistam. Vale a pena por Pattinson, pela história e pelo final... tchan tchan tchan tchan!
Obs: Destaque para Ruby Jerins, a Caroline, irmã de Tyler. Garota linda, fofa e talentosa. Eu queria uma irmã igual a ela.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Meu amigo está dodói

Eu nunca pensei que ia sentir tanto a falta de um objeto. Desde que meu computador voltou do conserto há muitos meses atrás ele não é mais o mesmo. Vez ou outra dá um probleminha e eu fico semanas sem poder usá-lo.
É triste dizer, mas não posso mais confiar nele. Logo ele, meu companheiro de todas as horas, que mesmo com internet discada me acompanhava pelas manhãs e madrugadas procurando por notícias, por moda, por nada, por filmes, por livros, por nada, estava sempre lá, fiel, me ajudando com o que eu precisasse. Se eu tinha que editar uma foto, lá estavam os programas necessários, se tinha algum arquivo que eu precisava, lá estava guardado exatamente onde eu deixei.
Agora não, eu tenho que usar pen drives, pedir o computador do padrasto emprestado, ficar vulnerável aos vírus do PC da faculdade e tenho até horário para desligar o computador do quarto.
Amigo, volta ao normal, vai, eu preciso de você!

P.S. Maldito seja o cara que consertou meu PC.