sexta-feira, 12 de março de 2010

Meu amigo está dodói

Eu nunca pensei que ia sentir tanto a falta de um objeto. Desde que meu computador voltou do conserto há muitos meses atrás ele não é mais o mesmo. Vez ou outra dá um probleminha e eu fico semanas sem poder usá-lo.
É triste dizer, mas não posso mais confiar nele. Logo ele, meu companheiro de todas as horas, que mesmo com internet discada me acompanhava pelas manhãs e madrugadas procurando por notícias, por moda, por nada, por filmes, por livros, por nada, estava sempre lá, fiel, me ajudando com o que eu precisasse. Se eu tinha que editar uma foto, lá estavam os programas necessários, se tinha algum arquivo que eu precisava, lá estava guardado exatamente onde eu deixei.
Agora não, eu tenho que usar pen drives, pedir o computador do padrasto emprestado, ficar vulnerável aos vírus do PC da faculdade e tenho até horário para desligar o computador do quarto.
Amigo, volta ao normal, vai, eu preciso de você!

P.S. Maldito seja o cara que consertou meu PC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale o que achou