quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Chá de Panela com cupcake

As fotos já estão no meu Facebook há uma semana, mas mesmo assim quis postar aqui no blog, já que foi aqui o primeiro lugar em que eu citei o desejo de fazer cupcakes para encomendas.

Esses eu dei de presente para o chá de panela da minha prima Lorena, não faria para qualquer um, é claro. O preparo foi, digamos, desastroso, mas quem acredita nisso olhando para as fotos?
Ah, os cupcakes ficaram deliciosos, viu.

Vejam por si mesmos.






segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Da barra de favoritos

Essa barrinha que fica ali, embaixo da sua caixa de endereços. Aquela em que você coloca os sites que mais visita. Ou não.

Na minha barrinha de favoritos tem coisas que eu nem sei de onde tirei, nem sei porque está "favoritado". Fora as coisas que eu só salvo pra lembrar de ver depois e só lembro meses depois...

É acontece dessas coisas. Sabe o que é certo ter na minha barra de favoritos? Twitter e Facebook. O que seria da minha internet sem eles. O passatempo dos desocupados (presente!) em dias de folga. Me diga se não foi uma boa ideia inventarem essa bendita barrinha, desde que esse poder seja bem aproveitado (viu, Mariana).

Quer saber, vou fazer uma arrumaçãozinha aqui na minha.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Fotos dos Cupcakes

Antes de mostrar as fotos tenho que contar que a maioria esparramou pela forma porque eu não tenho as forminhas apropriadas. Ai ai...

Mas olha aí, até que ficou gracinha. E delicinha.





Sorry pelas fotos de celular, é que minha câmera não tem cabo USB há um tempo, então só Deus sabe quando eu ia descarregar se fosse da câmera.

Corra, Nana, corra & cupcakes da vida

Hoje em dia só se fala em como o tempo passa rápido, está na moda dizer que não temos tempo pra nada. Vou entrar nessa moda também. Geeeeeenteeeee, meu dia devia ter 30 horas igual ao Unibanco.
Só que na verdade não me falta tanto tempo assim, eu é que sou uma pessoa que não consegue administrar bem seu tempo - vai, admita, você também é assim, né.
Para começar, geralmente eu organizo minhas tarefas dentro do ônibus de manhã beeeeem cedo, vai, quem é que consegue pensar direito bem cedo? E adivinha o quê: raramente escrevo as benditas tarefas, então quando realmente vou fazê-las já esqueci da metade e mais um pouco. Das que eu lembro, fico com preguiça de fazer 2/3. Conclusão? Acúmulo de tarefas. Então fico super estressada e faço tudo num dia só e correndo muito.
Mas devo confessar que na maioria das vezes tudo flui melhor assim, no fundo, eu trabalho bem sob pressão (vamos fingir que é por isso que passei a vida escolar deixando os trabalhos para a última hora) e no fim da noite me sinto tão bem de ter cumprido minhas tarefas...
Até esse post é culpado pelo meu atraso. Me explico: na verdade não estava nos meus planos postar hoje, mas como de costume, abri a página do blog para dar uma olhada e meu deu uma vontade de postar algo, por conta disso estou adiando a segunda parte do título do blog - cupcakes! Prometi que ia fazer dois sabores hoje e farei. Portanto, me despeço agora com a promessa de postar fotos dos deliciosos bolinhos de copo.

O Coelho Branco também era ruim de tempo

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Esse sentimento de final de novela

É isso aí gente, acabou-se o que era doce - e salgado. Estou praticamente formada no curso de Gastronomia!
Êêê!

Mas agora, sinceramente, não sei o que fazer da vida.
Aaa!

Sabe como é, a gente sai da faculdade com a vida resolvida, pelo menos era assim que eu pensava quando tinha uns 16 anos. Continuo tão indecisa quanto sempre fui. Sabe aquela de casar ou comprar uma bicicleta? Posso fazer os dois? Eu queria tanto uma bicicleta... E casar, bem, um dia vai acontecer, né. Mas estou divagando, como li no blog no Zeca Camargo certa vez. Voltando ao assunto, isso me faz pensar, será que é assim com todo mundo? Ou só com quem escolheu o curso errado? Será que a vida é assim mesmo, você nunca vai saber o passo seguinte, até que você dê, certo?
Daí eu olho pra trás e vejo tudo que eu fiz - hum podia ter sido mais assim, naquele momento devia ter feito assado - e vejo que nem sempre fiz como achei que faria antes de fazer. Entendeu? Enfim, não dá pra mudar e a gente segue em frente com a ajuda de Deus. Sabe o que eu percebi agora: que já sou uma mocinha crescida! Cheia de decisões de adulto pra tomar. Puxa, que medo!

Outra coisa que deu pra sacar é que a vida não é feita de fases como dizem , é mais como camadas que vão se misturando e você nem percebe quando começou uma e terminou outra, foi assim com a infância e com a adolescência e daqui a pouco eu vou olhar pra trás e ver que já se passaram mais dez anos. Quer saber, vou parar por aqui senão daqui a pouco vou estar velhinha e nem vi a vida passar.

Fui... viver!
 
O sonho acabou, mas ainda tem pão doce

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Wasting Light

Sobre o que mais poderia ser esse post senão sobre o lançamento do CD Wasting Light da banda Foo Fighters?
Escrevo neste momento enquanto assisto ao show realizado no Ed Sullivan Theater para o Late Show nada menos que no mesmo dia do lançamento oficial do CD, dia 12 de abril.
Como descrever um CD como esse, não sendo eu especialista em música e só podendo falar na minha própria experiência como ouvinte assídua e fã inveterada da banda? Esse álbum para mim representa duas coisas para essa banda espetacular: a volta às origens da música feita pelo FF sendo que cada vez melhor e ainda a confirmação dela como expoente do rock mundial.
O álbum foi gravado num estúdio de garagem, assim como o primeiro CD da banda. Isso só fez aumentar a excelência de cada faixa. Desde o o anúncio do lançamento, as expectativas foram as melhores devido a divulgação de segundos da faixa Rope no site oficial. Ficamos com uma vontade imensa de saber como seria a música inteira e as outras.
Qual não foi minha surpresa ao saber que a própria banda disponibilizou o álbum inteiro para ouvir duas semanas antes do lançamento no foofighters.com. Nem preciso dizer o deleite que foi descobrir finalmente como ficou esse trabalho incrível.
Rope é uma das melhores, mas as outras faixas também são fascinantes, enérgicas, poderosas, profundas. Como sempre em cada nota ou palavra aparece um sentimento profundo que é exteriorizado na voz incrível do Dave, que pode ser tão suave quanto agressiva, isso é um dos diferenciais do Foo Fighters. Vemos o poder das três guitarras e a sonoridade do baixo muito presente, assim como os backs do Taylor, que são excelentes.

Para mim é difícil escolher as melhores. Quem sabe podem ser Dear Rosemary, Arlandria, Rope, These Days e Bridge Burning.

As outras faixas são White Limo, Back and Forth, A Matter of Time, Miss the Misery, I should Have Know e Walk.

Há anos que digo que o Foo Fighters é uma banda que só faz um CD se for melhor que o anterior. Eles me provaram que estou certa em dizer isso. Talvez, se você não conhece, ouvindo Wasting Light possa entender porque eu não canso de dizer que amo Foo Fighters. Não é um amor cego, é apenas admiração pela evolução de uma banda através dos anos com ganho de qualidade a cada álbum, coisa difícil hoje em dia, vamos combinar.
Não me resta mais nada a não ser prestar culto a uma obra-prima (espero que não me achem exagerada) do rock através dos tempos. Me desculpem fãs do Nirvana, mas ainda bem que essa fase já passou e estamos além da rebeldia: em busca do nirvana sim, mas no melhor sentido musical.


terça-feira, 29 de março de 2011

Hora do Planeta 2


Bom, este post é curto, somente queria deixar registrado o comprometimento das pessoas com esse movimento e mostrar os resultados da Hora do Planeta.



Que bonito! Neste outro site, é possível compartilhar as ações que você tem para deixar o mundo melhor e não estamos falando apenas de meio ambiente.

sábado, 26 de março de 2011

Hora do Planeta

Hoje é dia da Hora do Planeta. O que é isso? Horas bolas, se você não sabe, talvez estivesse em outro planeta ou em coma nos últimos anos.
Esse movimento vem ocorrendo para demonstrar a precupação com o aquecimento global em nosso planeta. Durante uma hora apagamos as luzes em protesto e alerta ao descaso de toda a população quanto ao problema. Alguns dizem que não vale a pena e que isso não reduz em quase nada o consumo, mas esse não é o objetivo. O alvo do ato é promover a causa e a cada edição, o número de adeptos aumenta.
Se você estiver em casa, que tal apagar as luzes e aproveitar para passar uma hora de qualidade com sua família e ainda ajudar o planeta?

Quando: Hoje, 26 de março de 2011
Onde: Onde você estiver
Hora: De 20:30 às 21:30

Para mais informações, entre no site da Hora do Planeta.

Beijos! 

quinta-feira, 10 de março de 2011

Ser diferente é normal

Sem alusão à campanha contra o preconceito a portadores de síndrome de down, o título do texto se refere ao momento em que eu digo a alguém "não gosto de carnaval", "não vejo BBB", "não escuto funk".

Qual é a dificuldade que as pessoas tem de entender que gosto é igual a c...: cada um tem o seu? O que seria do azul se todos gostassem do verde? Qual é a graça de todo mundo pensar igual? Onde estaria o desafio de compreender o outro?

Me sinto orgulhosa dos gostos que tenho, muitos já mudaram, outros mudarão, talvez. Mas as escolhas sempre foram minhas, nunca por causa do nariz torcido de alguém. A diferença de idéias é muitas vezes a genialidade de um projeto. Vários pontos de vista diferentes ajudam na solução de problemas. E acima de tudo, quando escolho não beber até cair durante cinco dias, tenho a certeza de que estou preservando minha integridade e dignidade física e moral. Quando escolho ler um livro ao invés de ver um filme, estou exercitando minha mente,  minha imaginação e aprendendo novos vocabulários. Quando escolho ver um filme no lugar de ir a uma festa de um primo de quarto grau, sei que terei diversão garantida e não vou engordar de tanto comer bolo, salgadinho e brigadeiro.

E não, não vou passar a fazer o que os outros fazem só porque os outros fazem. Me chamem de do contra se quiserem.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Sejamos pais adotivos

Se vocês olharem do lado direito superior da tela deste blog verão um pequeno banner do Quatro Patinhas. Já tenho ele aí há bastante tempo porque o projeto da Kika é de uma sensibilidade enorme. Eu não a conheço pessoalmente, mas já quis pegar pelo menos uns dez bichinhos que vi no site. Com esse post eu quero dar dois recados:

1º - Não deixem seus bichinhos soltos na rua e nem muito menos cruzando a torto e a direito. Castrar previne doenças e evita a superpopulação nas ruas. Será que não te corta o coração ver um cachorrinho ou gatinho abandonado na rua, todo fraquinho, quase sem forças pra miar ou latir? Isso geralmente é culpa de um dono  desleixado que não quis criar os filhotes. Não façam isso. Os animais também são criaturas de Deus e merecem nosso cuidado pois nem sempre podem se cuidar sozinhos.

2º - Bom, já que parte do estrago já está feito, vamos tentar ajudar uns bichinhos fofos que só querem uma casa e muito carinho? A Quatro Patinhas abriga dezenas, talvez centenas de bichinhos assim. Nem sempre tem lugar pra abrigar todo mundo, mas você pode levar um pra casa temporariamente até que ele encontre um dono, pode adotar um ou uns e dar muito amor pra eles e caso sua casa não esteja em condições de receber um bichinho, pelo menos pode fazer uma doação pro abrigo que precisa muito.

Com as chuvas na região serrana, não só pessoas ficaram sem casa, mas também muuuuuuiiitos bichos, a casa resgatou vários deles ainda vivos e muito carentes, estão sendo organizadas feiras de adoção e o abrigo está cheio.

Tenho certeza que quando você vir um vai querer tê-los juntinho de si. E o melhor: sem ter que pagar nada. Aliás, esse negócio de comprar pets não está com anda. Coitadinhos dos que não pedem nada em troca pra ir com você pra casa e te encher de carinho.

Acesse o site:
http://www.quatropatinhas.com.br/index.php
Eo blog: 
http://quatropatinhasrj.blogspot.com/

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Lembrancinhas

Desde quando você consegue se lembrar da sua vida? 4, 5 anos?

Eu confesso que sempre fui ruim da memória para guardar lembranças, é quase como se eu não tivesse sido criança de tão pouco que me lembro. É bem verdade que tem coisa que eu não queria lembrar, mas infelizmente lembro. Não é dessas coisas que eu quero falar, lembranças ruins a gente deve esquecer, mas quero falar daqueles momentos que vem como um flash na nossa cabeça.
Sei lá, às vezes você tá sentada lendo uma revista e do nada vem na mente aquele dia, quando seu cabelo não era dos melhores e sua mãe te vestia como uma boneca cafona, em que você fez uma coisa super normal que você nunca mais esqueceu. Eu me lembro claramente de subir no balcão da cozinha (devia ter menos de 5 anos) e pegar remédio AAS (aqueles que tinham gostinho de bala) pra comer escondida. Também me lembro de beber iogurte de garrafa fingindo que era vitamina de morango. Uns anos depois, lembro que gravava todos os dias o programa Bambuluá porque, pra mim, perder um episódio da Angélica ou de um dos meus desenhos era pecado mortal. Agora me lembrei claramente do corredor da minha primeira escola, eu estava indo ao bebedouro... Engraçado.
Bom, passando à adolescência (apesar de ter sido há pouco tempo, minhas lembranças não são tão mais claras), ah quantas horas sentada na calçada no meu amigo Anderson! Vários amigos. Conforme os anos passaram alguns nem estão mais lá, mas me lembro bem de cada um apesar de não me lembrar quais eram os assuntos das conversas. Essa com certeza foi a minha época mais feliz. Hoje em dia quando a gente se reúne ainda fico torcendo pra que tudo aconteça exatamente como antes. Nem sempre é, mas a gente faz a nossa parte. E no colégio, ensino médio, a gente se acha tão adulto... Como fizemos besteiras. Quinta da Boa Vista, Nova América, Estação Maracanã, quer dizer, São Cristóvão... É gostoso lembrar. O meu maior desejo é que um dia quando eu olhar pra trás tenha milhares de momentos desses pra lembrar, cada vez mais inesquecíveis.

E vocês, gente, do que se lembram? Quais são as recordações mais doces que vocês tem? Qual foi a melhor época?

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

As voltas que a vida dá

Uma pessoa corajosa de verdade sabe quando é hora de deixar uma luta de lado e admitir que não vai vencer.
É isso que estou fazendo agora. Infelizmente, pessoal, vou ter que deixar o projeto da loja de cupcake pra mais tarde devido a problemas financeiros. Pretendo retomar os planos daqui a alguns meses e é bom saber que tenho pessoas me apoiando nisso, por enquanto vou me dedicar a minha faculdade, né, ainda falta um período e tenho muito trabalho pela frente.
Detesto ter que começar o ano com notícias ruins, mas achei que ia ficar estranho não dar satisfação e parar de falar sobre isso do nada. Prometo a todos que assim que o projeto recomeçar, saberão de todos os detalhes e eu, claro, estarei super feliz contando tudo!

Quanto àquele começo de ano animado em que todo mundo fica a mil pra dar um up na vida, dou meu apoio total. É muito bom sentir que a vida lhe dá sempre a chance de recomeçar e fazer tudo direito. Não perca a oportunidade de fazer diferente, essa é uma sensação única. Não percamos o pique!!!

Feliz 2011!!!!!!!!!!!!