quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Lembrancinhas

Desde quando você consegue se lembrar da sua vida? 4, 5 anos?

Eu confesso que sempre fui ruim da memória para guardar lembranças, é quase como se eu não tivesse sido criança de tão pouco que me lembro. É bem verdade que tem coisa que eu não queria lembrar, mas infelizmente lembro. Não é dessas coisas que eu quero falar, lembranças ruins a gente deve esquecer, mas quero falar daqueles momentos que vem como um flash na nossa cabeça.
Sei lá, às vezes você tá sentada lendo uma revista e do nada vem na mente aquele dia, quando seu cabelo não era dos melhores e sua mãe te vestia como uma boneca cafona, em que você fez uma coisa super normal que você nunca mais esqueceu. Eu me lembro claramente de subir no balcão da cozinha (devia ter menos de 5 anos) e pegar remédio AAS (aqueles que tinham gostinho de bala) pra comer escondida. Também me lembro de beber iogurte de garrafa fingindo que era vitamina de morango. Uns anos depois, lembro que gravava todos os dias o programa Bambuluá porque, pra mim, perder um episódio da Angélica ou de um dos meus desenhos era pecado mortal. Agora me lembrei claramente do corredor da minha primeira escola, eu estava indo ao bebedouro... Engraçado.
Bom, passando à adolescência (apesar de ter sido há pouco tempo, minhas lembranças não são tão mais claras), ah quantas horas sentada na calçada no meu amigo Anderson! Vários amigos. Conforme os anos passaram alguns nem estão mais lá, mas me lembro bem de cada um apesar de não me lembrar quais eram os assuntos das conversas. Essa com certeza foi a minha época mais feliz. Hoje em dia quando a gente se reúne ainda fico torcendo pra que tudo aconteça exatamente como antes. Nem sempre é, mas a gente faz a nossa parte. E no colégio, ensino médio, a gente se acha tão adulto... Como fizemos besteiras. Quinta da Boa Vista, Nova América, Estação Maracanã, quer dizer, São Cristóvão... É gostoso lembrar. O meu maior desejo é que um dia quando eu olhar pra trás tenha milhares de momentos desses pra lembrar, cada vez mais inesquecíveis.

E vocês, gente, do que se lembram? Quais são as recordações mais doces que vocês tem? Qual foi a melhor época?

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

As voltas que a vida dá

Uma pessoa corajosa de verdade sabe quando é hora de deixar uma luta de lado e admitir que não vai vencer.
É isso que estou fazendo agora. Infelizmente, pessoal, vou ter que deixar o projeto da loja de cupcake pra mais tarde devido a problemas financeiros. Pretendo retomar os planos daqui a alguns meses e é bom saber que tenho pessoas me apoiando nisso, por enquanto vou me dedicar a minha faculdade, né, ainda falta um período e tenho muito trabalho pela frente.
Detesto ter que começar o ano com notícias ruins, mas achei que ia ficar estranho não dar satisfação e parar de falar sobre isso do nada. Prometo a todos que assim que o projeto recomeçar, saberão de todos os detalhes e eu, claro, estarei super feliz contando tudo!

Quanto àquele começo de ano animado em que todo mundo fica a mil pra dar um up na vida, dou meu apoio total. É muito bom sentir que a vida lhe dá sempre a chance de recomeçar e fazer tudo direito. Não perca a oportunidade de fazer diferente, essa é uma sensação única. Não percamos o pique!!!

Feliz 2011!!!!!!!!!!!!