quinta-feira, 16 de junho de 2011

Esse sentimento de final de novela

É isso aí gente, acabou-se o que era doce - e salgado. Estou praticamente formada no curso de Gastronomia!
Êêê!

Mas agora, sinceramente, não sei o que fazer da vida.
Aaa!

Sabe como é, a gente sai da faculdade com a vida resolvida, pelo menos era assim que eu pensava quando tinha uns 16 anos. Continuo tão indecisa quanto sempre fui. Sabe aquela de casar ou comprar uma bicicleta? Posso fazer os dois? Eu queria tanto uma bicicleta... E casar, bem, um dia vai acontecer, né. Mas estou divagando, como li no blog no Zeca Camargo certa vez. Voltando ao assunto, isso me faz pensar, será que é assim com todo mundo? Ou só com quem escolheu o curso errado? Será que a vida é assim mesmo, você nunca vai saber o passo seguinte, até que você dê, certo?
Daí eu olho pra trás e vejo tudo que eu fiz - hum podia ter sido mais assim, naquele momento devia ter feito assado - e vejo que nem sempre fiz como achei que faria antes de fazer. Entendeu? Enfim, não dá pra mudar e a gente segue em frente com a ajuda de Deus. Sabe o que eu percebi agora: que já sou uma mocinha crescida! Cheia de decisões de adulto pra tomar. Puxa, que medo!

Outra coisa que deu pra sacar é que a vida não é feita de fases como dizem , é mais como camadas que vão se misturando e você nem percebe quando começou uma e terminou outra, foi assim com a infância e com a adolescência e daqui a pouco eu vou olhar pra trás e ver que já se passaram mais dez anos. Quer saber, vou parar por aqui senão daqui a pouco vou estar velhinha e nem vi a vida passar.

Fui... viver!
 
O sonho acabou, mas ainda tem pão doce

8 comentários:

  1. Uma vez eu li que, independentemente de qual decisão tomamos, sempre vamos nos arrepender. É claro que, analisando isso melhor, a verdade é que sempre vamos acabar pensando em n coisas, que podemos ser felizes com nossas escolhas, mas melhorias sempre vamos querer. Bem, eu que sou indecisa, é assim.
    Mas logo você "encontra", o importante é não deixar passar quando vier.
    ps: to com vontade de comer um sonho assim... faz teeeempo que não como! rs

    ResponderExcluir
  2. É exatamente assim que eu me sinto, não importa a decisao que eu tomo, a outra alternativa sempre acaba me parecendo melhor.
    E vou ter que falar denovo que comi um sonho assim hoje. Não é sacanagem. kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Nossa, curti sua viagem agora! É exatamente o que eu penso. Tem uma hora - na verdade, várias - na vida da gente que a mente dá um "click" e você se dá conta da real situação. O exemplo da infância pra adolescência foi ótimo, e, assim como no fim da faculdade, nós nos achamos na obrigação de procurar um emprego e dar outro "click", mas desta vez conscientemente. Depois do emprego, as outras realizações são adicionais, já que ele é a base de tudo.
    Enfim, parabéns Mariana! Espero, em breve, conhecer o seu talento aí na cozinha! Hahaha!

    ResponderExcluir
  4. Gustavinho, eu tenho a fantasia de quando tiver uma casa só minha fazer uns jantares super legais com meus amigos queridos. Saiba que você está convidado, viu.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns! Não importa o que escolher fazer te darei todo apoio, sempre! Se escolher seguir esse caminho, melhor! Acredito em você e sei que está preparada!
    Mi amas vin!

    ResponderExcluir
  6. Gente, meu namorado aprendeu a falar esperanto por minha causa, viu. Sim, Ângelo, por minha causa, eu que te falei o que era. hehe

    ResponderExcluir
  7. ah essa sensação de "e agora?" é bem comum quando a gente termina alguma coisa. A gente se questiona sobre mil coisas dentre elas todas as decisões que tomamos... mas faz parte. e melhor, passa. beijinhoo p.s.: te achei no #redlipsday

    ResponderExcluir
  8. É verdade, devagarzinho está passando. Acho que o bom da vida é que nada é definitivo, nossas opções vão se expandindo.

    ResponderExcluir

Fale o que achou