terça-feira, 9 de abril de 2013

Medo de intimidade

Como é que se faz amizade, gente? Acho que desaprendi. Não é bem isso que eu quero dizer, não. O problema é o seguinte: tenho medo de ficar íntima das pessoas. Que complicado isso, não estou conseguindo me explicar direito. O caso é que tenho medo de ser incoveniente, entendeu? Acho que agora sim me expliquei.
Quando assisti As Vantagens de Ser Invisível me identifiquei totalmente e acredito que não fui a única. Quem nunca se sentiu invisível? Mas a pergunta que não quer calar em mim é: quem é meu/minha melhor amigo(a)?

Charlie, você é minha versão masculina sem os problemas psicológicos?

Adoro conhecer gente nova, conversar, sair junto e tal, só que em certo ponto eu travo, não consigo ser íntima dos meus conhecidos por pura vergonha de talvez estar fazendo uma pergunta indiscreta ou me metendo em assunto que não é da minha conta. Isso é só comigo ou acontece com mais alguém aí? Conto nos dedos as pessoas que eu posso falar sem vergonha que está com cecê ou chulé, que abraço sem me sentir constrangida, que digo que amo. E se eu pensar bem, não sei dizer quando foi a última vez que disse que fiz um amigo, apenas colegas. Meu caso já é pra terapia, isso é timidez, é egoísmo mesmo, é normal?
Quero opiniões.

Sem mentira, tocou essa música enquanto eu escrevia e até que tem a ver, né.

"Você não parece comigo
E nem parece meu amigo"

 Só por isso. 


5 comentários:

  1. Mariana, posso te dar um abraço virtual por esse post? Me descreveu. Por isso eu amei tanto esse livro quando li, sabe? Eu sou o Charlie, sem os amigos legais que ele fez.

    E meu caso também já é de terapia. Comecei a ver em dezembro e tá me ajudando um pouco.

    beijos! :)
    http://www.temnomeuquintal.com/

    ResponderExcluir
  2. Pois é, vi o filme e o livro é o meu próximo alvo. Eu sempre fui a favor de terapia, ajuda muito.

    Ah! E olha, fiquei super feliz de ver um comentário seu aqui, adoro seu blog.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    É problema vencer a timidez,a terapia ajuda muito,mas por outro lado é bacana se abrir,perguntar e não ter a vergonha de falar.
    O seu post é 10,adorei o seu blog e já estou a te seguir.
    Cheguei aqui atrvés do Template e Acessórios, aproveito e faço o convite para que possa conhecer o meu cantinho,espero que goste.
    Felicidades.
    http://www.celiamariadesousarrudajacobino.com

    ResponderExcluir
  4. A sua xará fez um posts que é marromeno semelhante a essa sua sensação, olha só:

    http://revistatpm.uol.com.br/blogs/palpitacao/2012/07/16/ola-meu-nome-e-mariana-e-eu-sou-uma-introvertida.html

    (Eu amo e me identifico muito, rs)
    Um beijo,
    Re

    ResponderExcluir
  5. Caramba, esse texto falou tudo, é isso mesmo. Me identifiquei totalmente.

    Eu fico à vontade com o silêncio, mas as outras pessoas não. merece até um post parte 2. Talvez, vou tentar aqui. rs

    ResponderExcluir

Fale o que achou