sexta-feira, 10 de maio de 2013

Por um mundo menos perdido

Ai, gente, abandonei o blog essa semana e não quero que isso aconteça. Como eu falei antes, estou voltando a correr e dessa vez é pra valer, mas isso acaba consumindo o pouco tempo que eu tenho para o blog, por que geralmente chego do trabalho bem depois das 18hs e vou direto correr, depois tem aquela rotina de dona de casa - cozinhar, lavar, arrumar - e quando vou ver já passou da meia noite e não consigo mais raciocinar direito.
Enfim, sexta-feira e estamos aqui, firmes e fortes no dia de descanso da corrida para falar sobre uma coisa que eu andei pensando. Vocês já viram aquele programa da Band, Polícia 24hs? Então, vez ou outra eu vejo enquanto estou jantando - pra você ver como andam as coisas por aqui, isso é hora de jantar? - e sem entrar no mérito do trabalho dos policiais, o que me impressiona nesse programa é a quantidade de gente fodida - com o perdão da palavra - que existe no mundo. Gente preconceituosa, agressiva, com valores invertidos, famílias despedaçadas, viciados, todo tipo de coisa que você deseja nunca ver nem passar por.
Se você reparar, a maioria dos chamados atendidos que eles mostram - eu sei que a polícia não trabalha o dia inteiro resolvendo casos de família - não tem nada a ver com polícia, tem mais a ver com psicólogo, advogado, médico, tem a ver com sentar e conversar e, por que não, com Deus. Me parece que as pessoas estão desorientadas, perdidas, sem saber pra onde ir, sem apoio. Um apoio que deveria estar primeiro dentro de casa e depois no Estado. Hoje em dia tudo se resolve na base do barraco, do escândalo, do B.O.  Ninguém quer ouvir a opinião dos outros e nem ser contrariado, não quer ceder.


Eu estou escrevendo sobre isso não porque não acredito mais no ser humano, pelo contrário, é porque eu acredito que digo que nós podemos melhorar o mundo em que vivemos agora mesmo, aqui mesmo onde estamos. Não precisamos de políticos, nem de dinheiro, apenas temos que mudar nosso jeito de encarar as coisas, de lidar com as pessoas, com a vida, falo isso pra mim mesma também, já que não tem nada pior do que se ver em outra pessoa e não gostar do que está vendo. Que tal sair na rua sorrindo ao invés de ficar de cara fechada logo cedo? Sabia que as pessoas são mais simpáticas com você só por causa disso? E você também acaba tratando melhor os outros, é um estado de espírito. Já dizia o profeta, gentileza gera gentileza. Já tentou deixar a outra pessoa falar sem interromper? Às vezes ela não quer conselho, só quer ser ouvida. Vamos parar de reclamar um pouco de tudo - viu, Mariana - e somente aproveitar o momento. Vamos?
Vamos tentar isso pra hoje, pra vida?


#maisamornomundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale o que achou