segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Beijo, mãe!

Antes de mais nada, já viram que o layout mudou? Gostaram? Quero fazer mais umas mudanças, mas vai demorar um pouquinho, eu gostei muito, já estava enjoada do antigo, muito colorido. Peguei o plano de fundo da Emi e achei lindinho. E agora vamos ao post.

Pense rápido: quem é a pessoa que mais te apoia na vida. Minha resposta é muito fácil, minha mãe. Hoje foi mais um dia difícil, daqueles que dá vontade de mandar todo mundo pras cucuias e jogar tudo pro alto. Liguei pra mamis, só pra ouvir sua voz e logo que ela ouviu a minha perguntou o que houve. Mãe sempre sabe, né. Ela é a única que diz a coisa certa, que não me julga. Que quando tudo está dando errado vai me dizer que vai dar certo, e eu acredito. É no colo dela que eu penso quando me sinto sozinha e foi por ela que me preocupei quando quis me mudar. Ela sabe quando eu minto e eu sei quando ela mente, a gente se entende. Ela nem precisa falar muito pra me deixar mais tranquila e se me abraçar, sei que vou sentir um calorzinho no coração e no rosto.
Enquanto eu falava com ela hoje e ela escovava os dentes enquanto isso, mal sabe ela que tirou um peso das minhas costas, um nó da minha garganta. E se eu escrevo agora emocionada é porque amo muito essa mulher e sei do que ela foi capaz pra que eu fosse feliz.
Dona Sandy faz aniversário daqui a dois dias e eu só quero que ela seja a pessoa mais feliz do mundo.

sábado, 10 de agosto de 2013

Águas passadas não movem moinhos

Vocês já perceberam como a gente se apega ao passado? Se foi bom, parece que nunca mais vamos ser felizes daquele jeito e se foi ruim, ficamos sempre com medo de arriscar e passar por tudo de novo.
É só dar uma olhada nesses casais que voltam a ficar juntos depois de anos separados porque ficaram com a sensação de que ficou algo no ar, pendente. Só que depois eles percebem que o que passou, passou e não vale a pena reviver o passado.
Tem também aqueles que se mantém juntos apenas porque um dia foi bom, sem perceber que o presente é uma droga. Tão triste ver alguém passar anos em uma relação que não dá mais nenhuma satisfação na esperança que um dia tudo seja bom de novo. 99% de chance de não ser e os dois perderem mais alguns anos por uma coisa perdida no passado.
Quando eu olho pra trás vejo muitas coisas que eu dava valor, daria minha vida por elas e hoje não me significam nada, até me causam estranheza. Relacionamentos, roupas, lugares, tem de tudo. Relembro o passado e muitas vezes me sinto triste por ter desperdiçado tanto tempo dando importância ao que não merecia, não dá pra ficar remoendo essas águas passadas e deixar de viver e buscar um presente mais feliz.
Isso me faz lembrar Harry Potter, quando fica obcecado pelo espelho de Ojesed, exceto que ele não vê o passado, mas um desejo. Mesmo assim, cabe o conselho de Dumbledore:
"Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver."


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Bienal do Livro 2013

Se você ainda não sabe que a Bienal está chegando é porque vive em outro mundo. Eu estou ansiosa pra ir, se pudesse passaria todos os 11 dias lá, participando de tudo. Como não tenho todo esse tempo disponível, já escolhi o que quero fazer por lá, quer ver?
O Café Literário está imperdível e eu quero ir no dia 31, quando a Leticia Wierzchowski - autora de Sal, meu mais novo livro-desejo - vai participar da conversa. Acontece às 17hs. Também no dia 31 Matthew Quick, autor de O Lado Bom da Vida, autografa e lança seu novo livro em mais uma conversa do Café Literário às 14hs.
No dia 1º às 15hs, o #acampamento na Bienal vai contar com a participação da "equipe Porta dos Fundos", claro que vai ser interessante saber como é gravar as esquetes. Só não ficou claro quem é a equipe Porta dos Fundos. E 10:30 tem o Encontro de blogueiros Às 16hs a Bruna Vieira autografa seu livro novo no stand da Capricho e no dia 7 tem também.
E ainda vai ter Paula Pimenta, Thalita Rebouças, John Green, Ziraldo, Maurício de Sousa, Nicholas Sparks e tantos outros. No geral, recomendo muito o Café Literário porque os temas e palestrantes estão ótimos. Sem falar nos stands que vão me levar a falência. Uma dica: chegue uma hora antes pelo menos porque algumas sessões tem distribuição de senha.
A Bienal acontece de 29 de Agosto a 8 de Setembro no Riocentro.
Horários:
Dia 29 de Agosto: 13h às 22h
Dias de semana: 9h às 22h
Fins de semana: 10h às 22h
Entrada:
R$14 inteira e R$7 meia entrada.
A programação completa está aqui.

Quem for me avisa, a gente se encontra e vai ser mais divertido ainda.