quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

A relação entre internet, livros e bulling


Eu estava aqui de boas, vendo as hashtags relacionadas a livros no Instagram com muitas fotos de jovens e comecei a pensar no tempo em que eu era adolescente - difícil encarar o fato de que não sou mais - e levava um livro pra todos os lugares que eu ia. Pensei nos tempos de escola em que uma pessoa como eu, que preferia passar o recreio lendo uma história ao invés de ficar conversando ou correndo, era sempre tachada de estranha, nerd, bobinha, entre outras coisas. Naquela época não existia a palavra bulling aqui no Brasil, mas era isso mesmo, pura discriminação por ser diferente, querer algo diferente do que a maioria.
Ainda bem que as coisas mudam e agora é moda gostar de livro - quem diria!, quero dizer, agora gostar de ler é legal e te faz ser admirado. Ou quem sabe seja culpa da internet que faz com que as pessoas que amam ler possam se encontrar e falar sobre isso e se sentirem incluídas, encontradas, amadas e abraçadas por outras pessoas com o mesmo interesse, elas não precisam mais se sentir solitárias (mesmo que sejam as únicas da turma que gostam de ler) porque sabem que em algum lugar por aí, no Brasil, no mundo, tem alguém que está lendo nesse exato momento o mesmo livro que elas e sabem que tem em algum lugar um igual, mesmo que à distância.
Ainda bem que hoje eu posso abrir meu navegador e encontrar tantos blogs dedicados exclusivamente ao livros que me deram tantas alegrias e outros tantos de assuntos variados que também tem um espacinho pros queridos livros (como esse) porque todo mundo tem um livro preferido, mesmo que tenha sido o único que leu a vida inteira.
E assim eu sei que os mais novos vão sim continuar a se abrigar em seus livros, seus companheiros quando as coisas não estiverem dando certo e que eles nunca serão ultrapassados por nenhuma tecnologia e que eles não estão sozinhos como eu também não estive por causa desses livros.
E ainda teve gente que disse que a internet ia substituir o livro...




Falando em Instagram, já me segue lá? Clica aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale o que achou