segunda-feira, 10 de março de 2014

Série - Nashville


O Netflix do meu coração me deu mais uma série pra viciar. Estava enjoada das séries que tenho visto ultimamente e não podia ver The Walking Dead nem o final de Breaking Bad porque estou acompanhando com o namorado e ele não estava em casa, então procurei por uma série dramática, mas não muito complexa pra assistir entre uma apostila e outra da faculdade - isso chama descansar a mente, viu gente, mas fica bem pertinho de ser preguiça - e eis que achei Nashville.

Por que eu me interessei? Porque ela é ambientada em um lugar diferente dos que se costumar ver em séries, nada de Nova York, nem Califórnia, Miami, nada disso, estamos em Nashville, Tennessee, minha gente, a terra do country. As protagonistas da série são duas cantoras de country music e eu amei isso, não que seja meu estilo preferido de música, mas de vez em quando eu gosto de ouvir, acho que é um estilo riquíssimo que nem todo mundo conhece por aqui, além disso, o quão diferente que é ver uma série falando sobre esse universo que pelo menos até onde eu sei fica meio de lado se comparado ao pop chiclete que toca nas rádios.
Então nós temos duas mulheres incríveis: Rayna James (Connie Britton), a veterana, musa, superstar do country e Juliette Barnes (Hayden Panetiere), que é o sucesso do momento. Ambas são muito talentosas, mas muito diferentes, enquanto Rayna tenta manter sua carreira construída em anos de trabalho, dividindo seu tempo entre a música, as filhas, o marido Teddy (Eric Close), candidato a prefeito e o pai controlador e ausente, Juliette quer consolidar seu sucesso em meio às suas próprias crises, muitas por causa da mãe viciada e omissa.
Além do sucesso na música country, a história das duas está unida pela gravadora que quer uma turnê conjunta para melhorar o status de ambas, porém Rayna não tem paciência pra quem tá começando quer voltar ao topo sozinha e Juliette não quer descer de lá.
Também conquistou meu coração o ex-namorado de Rayna, Deacon (Charles Esten), que também é músico de sua banda e um grande compositor e gato. É claro que não teria graça se os dois não fossem mais apaixonados e o Deacon vai de uma estrela do country pra outra como uma bolinha de ping pong.



No elenco secundário, mas nem tanto, temos Gunnar (Sam Palladio), Scarlett (Clare Bowen) e Avery (Jonathan Jackson), jovens que querem chegar ao sucesso e se dividem entre a música e o emprego que paga o aluguel. Scarllet foi para Nashville para apoiar Avery, seu namorado que quer ser um astro, mas quem acaba chamando atenção de um produtor grande é ela quando se apresenta por acaso junto de Gunnar. Acompanhem a inveja de Avery crescendo... hahaha

Avery invejando a beleza da Scarlett

Se eu não me engano a série está na segunda temporada, então eu ainda tenho muita coisa pra ver.

Posso deixar bem claro que o cabelo da Rayna é maravilhoso? Ainda não decidi se é loiro ou ruivo do tipo strawberry blond, mas é certo que eu amei essa cor e essa textura de diva.


Eu só assisti cinco episódios e estou gostando muito dos conflitos e da trilha sonora que não podia deixar de ser country. Fiz até uma playlist com algumas músicas que gostei da série, escuta aí pra ver se você gosta também.


P.S.: Procurando fotos pro post recebi vários spoilers na cara. Que raiva! hahahahaha

2 comentários:

  1. Simplesmente amei *o* e essa trilha sonora?? Adorei! Eu tinha parado de assistir séries pq to no final do periodo na universidade, dai n tenho tempo nem para respirar... mas dps de dar uma olhada nesses boys totosos.. awnn..

    Beijos

    http://muchdreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que trilha maravilhosa, né. Fiquei umas duas semanas ouvindo direto, quero mais.

      Excluir

Fale o que achou