domingo, 13 de julho de 2014

BC - A primeira vez que ouvi minha banda favorita

Essa tag foi sugerida pelo Rotaroots, grupo que tem o objetivo de resgatar as raízes da blogosfera. Se você quiser participar e ver os outros blogs que participam clica aqui. Para acompanhar minhas outras postagens da Blogagem Coletiva clique aqui.

Apenas um estranho desatento não sabe que minha banda preferida é Foo Fighters. Além de eu não passar um dia sem dizer esse nome pelo menos uma vez, tenho minha tatuagem bem visível pra quem tiver dúvidas. E o amor vem lá da adolescência.
Quando esse tema foi sugerido no grupo em comemoração ao Dia Mundial do Rock (hoje) eu fiquei super feliz, o que pode ser melhor do que falar sobre o amor que eu sinto por essa banda maravilhosa?

A primeira vez, primeira vez mesmo que ouvi uma música do Foo Fighters eu não lembro bem, mas posso dar 80% de certeza que foi ouvindo a Rádio Cidade e que foi Learn to fly, até hoje essa ainda é a música da banda mais tocada por lá (alguém avisa que eles já lançaram mais 4 álbuns depois disso).
Eu gostava dela e de outras músicas, mas o amor mesmo veio em meados de 2004 quando um ex-namorado me emprestou um cd com quase todas as músicas do Foo Fighters entre outras (mp3, porque eu nem sabia o que era pendrive nessa época) e eu comecei a ouvir em looping durante meses, até hoje me lembro da ordem das músicas no cd. Eu fui ficando mais e mais apaixonada, ganhei um dvd da turnê Everywhere but home que enlouqueceu minha mãe porque eu não parava de ouvir, sabia cada coisa que o Dave falava e fazia durante o show. Que época maravilhosa, eu chegava da escola e já ia botar o dvd pra tocar, tipo hipnotizada mesmo. Esse meu namorado que me "apresentou" tinha até ciúme, coitado. Com razão.

Como eu não tinha PC, pedia pros amigos pegarem as letras das músicas pra mim, a história da banda, etc. Foi a minha época mais fissurada. Era a coisa mais linda de deus quando passava um clipe na TV e eu corria desesperadamente pela casa pra botar no último volume. hahahaha Não me arrependo de nada, que fique claro.

Avançando um pouco, em 2006 eu já estava mais controlada, mas ainda assim, as pessoas acabavam sempre sabendo logo qual era minha banda preferida nas primeiras conversas, sabe. Inclusive, é preciso dizer que o Branco foi o garoto mais esperto e fofo que eu já conheci na vida. A gente mal se conheceu e ele soube que eu amava Foo Fighters. Dia seguinte ele aparece sabendo tocar trocentas músicas no violão (lá na escola tinha mais violão do que caderno) e, óbvio, levou meu coração. E não só isso, ele incentivou minha paixão: me deu cd's, dvd's, tocava as músicas de Skin and Bones pra mim e aguentou a viagem mais louca pra podermos assistir a banda ao vivo no Lollapallooza em 2012, como eu contei aqui. Ah, e também fomos assistir Back and Forth numa sessão maravilhosa à meia noite. Amor verdadeiro sim ou com certeza?

Essas plaquinhas em Best of you foram de sair o coração pela boca

Olhando pra trás já faz 10 anos que eu comecei a acompanhar a banda. Olha, passou bem rápido e foram 10 bons anos. Ainda em 2014 tem um álbum novo, uma série e se Deus for brasileiro, mais um show aqui, dessa vez no Rio. Como o vinho, Foo Fighters está ficando melhor a cada ano que passa, mais amadurecido (que nem eu!) e os meninos igualmente.

Obrigada a todos os envolvidos no processo de me tornar groupie da melhor banda do mundo.


2 comentários:

  1. Cadê a foto ta tatoo *_*? eu adoro Foo Fighters <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já fiz um post aqui mostrando. Vou até colocar o link ali em cima.

      Excluir

Fale o que achou